Projeto Canadá: Bárbara abraça o Acadian Day com foco no Canadá

Por @redecanada

Bárbara Huertas está tão focada no #projetocanada que marcou seu casamento para coincidir com o Acadian Day, feriado muito comemorado na província de New Brunswick, onde deseja morar. Ela e seu noivo, Vinícius , estão na fase de economizar para poder colocar o plano da viagem em ação. Neste bate-papo, ela conta detalhes do projeto que, em breve, vai se tornar realidade.

Rede Canadá: Por que escolheram Moncton?
Bárbara: Escolhemos pela facilidade de imigrar pelo programa provincial, pelo clima ser tolerável nos dias mais frios, pela quantidade de empregos, por ser uma cidade pequena e mais barata e pela universidade aceitar o PGWP. Também vamos aproveitar que tem 2 línguas e tentar treinar nosso francês para planos futuros.

Rede Canadá: Qual o motivo que despertou o projeto Canadá?
Bárbara: A influência de alguns amigos que já estão lá ou estão no processo de ir. Sempre tivemos vontade de sair do Brasil, meu namorado teve uma loja que acabou fechando pela economia brasileira, eu fico frustrada com a violência; não importa o quanto você ganha aqui sempre tem o perigo de ser assaltado ou pior. Eu tenho cidadania espanhola, mas não me atraiu muito pela Europa pelo preconceito com imigrantes e pela economia que está bem ruim nesse momento.

Rede Canadá: Qual é o seu planejamento?
Bárbara: Estou indo estudar Culinary Arts and Management em setembro de 2019, e meu marido vai pegar o visto de trabalho para podermos juntar o máximo de dinheiro possível. Não estamos indo com uma área específica para trabalhar; estamos bem abertos a qualquer tipo de emprego. Escolhi esse curso pela facilidade de emprego, por ser aceito no PGWP e por estar entre os empregos que facilitam a imigração.

Rede Canadá: O que será mais difícil deixar para trás?
Bárbara: O mais difícil está sendo abandonar a faculdade dos meus sonhos. Eu amo Medicina Veterinária, estou com planos de depois que tirarmos o visto de imigrante voltar a fazer esse curso lá no Canadá. Em relação à família e aos amigos, está bem fácil; estou recebendo muito apoio de todos.

Não me importo em dar alguns passos para trás se a minha vida no Canadá me der mais segurança e oportunidades que a vida no Brasil.

Rede Canadá: Pelas suas pesquisas, para qual província você não iria? Qual motivo?
Bárbara: Eu não iria para o Quebec, pois teria pouco tempo para estudar francês suficiente para fazer curso lá. Meu inglês já é muito bom

Rede Canadá: Qual a sua principal fonte de pesquisa sobre o Canadá?
Bárbara: Eu uso principalmente o site da imigração. Mas estamos sempre lendo blogs, vendo vídeos no YouTube, fazendo consultas com empresas e em conversas de grupos de Facebook e WhatsApp.

Rede Canadá: Usou o serviço de um consultor?
Bárbara: Por enquanto, só nos consultamos com a HiBonjour para a inscrição na universidade. Para tirar o visto estamos em dúvida, pois as empresas variam muito nas opiniões; algumas chegam a cobrar, inclusive, todo o dinheiro antecipado na conta até o fim da universidade, e todos os meus amigos que foram conseguiram com um bom sponsor da família e 50.000,00 na conta.

Rede Canadá: Você já veio para cá?
Bárbara: Não. Na América do Norte, só estive em Orlando.

Rede Canadá: Como você imagina a sua nova vida por aqui?
Bárbara: Eu imagino uma vida bem ativa, pois teremos que trabalhar e estudar muito. Uma vida menos estressada, com menos medos, mais feliz, com apoio de alguém que eu amo. Definitivamente muito melhor do que qualquer perspectiva que tenho para a vida no Brasil.

Rede Canadá: Qual seu maior medo em emigrar do Brasil?
Bárbara: Eu não tenho medo de sair do Brasil, tenho medo de ficar. Se tudo der errado no Canadá, meus planos são de usar minha cidadania espanhola e ir para a Europa.

Rede Canadá: Você também cogitou imigrar para outros países, quais?
Bárbara: Não foquei em mais nenhum outro país além do Canadá.

Projeto Canadá no Canadiando | Alessandra Schneider

🎯 Vai se mudar para o Canadá? Então compartilhe sua história com a gente e inspire outras pessoas. Mande uma mensagem pela nossa página do Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »