Mães no Canadá: Brincadeiras para divertir os pequenos no verão canadense 🍁

Depois de um longo inverno eu não tenho coragem de soltar um “não” quando meus filhos perguntam: – Mamãe posso ir lá fora ?  É fato. Mas além da resposta positiva sempre completo com um “leva um casaco” ou “não passa da esquina” para ficar mais poético.  

Muitas vezes espio pela janela e tenho  vontade de jogar tudo pro alto e sair pra brincar. Fechar os olhos e voltar no tempo. Viver essa vida colorida e sem compromissos que passa tao rápido.

Sou mãe de dois: Bárbara e Martin, 3 e 6 anos, respectivamente. Quem me acompanha, principalmente pelo Instagram, sabe que a rotina é intensa por aqui. O fato de morar numa cidade pequena não faz a mínima diferença. E muitas mães e pais me perguntam, curiosos,  como faço para mantê-los ocupados nesta época de férias. Bom, a minha estratégia é sólida e se estende até setembro, época de início do ano letivo. 

Tudo começa com alguns dias nos acampamentos de verão, ou Summer Camps, como são chamados. Estes são os principais aliados neste período de agitação full time. Boa parte aceita crianças a partir dos cinco anos e se estendem com atividades diárias, geralmente de quatro a cinco horas, por três a quatro dias seguidos. Lá os pequenos curtem inúmeras brincadeiras e gincanas supervisionados por monitores (que geralmente são estudantes da high school aproveitando as férias para tirar uma grana extra).

O bom é que o time mirim gasta caloria e chega em casa sob o efeito “mata leão”: banho, janta e cama !

Em Bathurst, cidade onde moro, quase todos os anos temos  acampamentos na praia, no parque da cidade, no ginásio de hockey e até na reserva florestal da região. 

Santa Dollarama

Para os dias chuvosos, ou que seja preciso realmente ficar em casa, tenho as minhas reservas técnicas. Tudo vem direto do lugar que é a “salvação da pátria” das famílias canadenses. Sim, a Dollarama é aquela loja espetacular que existe em todos os cantos do Canadá e tem absolutamente tudo que você imagina. Lá consigo suprir meu arsenal de produtos para ocupar as mentes infantis com muita criatividade. E gastando pouco, isso é o mais importante. 

Separei algumas brincadeiras comuns entre os meus filhos e outras que foram minha “invenção” e deram certo. Não descobri a pólvora, mas parto do princípio que a pura diversão está nas coisas mais simples e óbvias. Confira:  

Festival de Giz na calçada: Sim, isso faz sucesso. Você compra uma caixinha de giz multicolorido por dois dólares e garante um bom tempo de diversão. Da última vez fiz até uma amarelinha para ensiná-los a jogar. A criatividade corre solta. 

Super Bouncy castle ou trampolim:  Se você prestar atenção, quase todas as casas tem um trampolim armado no jardim. Os pequenos canadenses adoram. Mas também existe uma grande polêmica em função do aumento excessivo de lesões, principalmente na faixa etária de cinco a 14 anos, segundo dados divulgados pela Sociedade de Pediatria Canadense (veja mais aqui).

Com toda essa polêmica optamos pelo Bouncy Castle, aquele pula-pula inflável que montamos em nosso jardim e parece bem mais seguro. Não é barato, mas vale o investimento. 

Splash pad do parque municipal: É a mais pura diversão. São aquelas áreas de recreação com sprays e jatos de água que quase todos os parques canadenses possuem. Semana passada estávamos com 16 graus, vento frio e já tinha criança curtindo a água. Também é conhecido como spray pool por aqui. O melhor é que ninguém se afoga no meio da correria e todas as idades se divertem. 


Bolinha de sabão: O básico ainda é top five nas brincadeiras preferidas. Você pode simplesmente comprar potinhos prontos para bolhas de sabão na Dollarama ou caprichar e comprar uma super máquina de bubbles que deixa as crianças enlouquecidas.

 

 

Nosso acervo de Bathurst Rocks

Em busca das Bathurst Rocks: 

Essa brincadeira, até onde sei, só acontece aqui na minha cidade, pelo menos nunca vi nos outros lugares que morei. E começou no verão passado. O fato é que algumas pessoas começaram a pintar pedrinhas e espalhar pela cidade.

Após encontrá-las era só postar numa página do Facebook (confira aqui) . As crianças por sua vez, seguem buscando as pedras. E o mais divertido é saber onde a sua obra de arte foi parar. 

Minhas invenções: 

⭐ Sono da tarde na barraca do quintal mágico:
Sabe aquele soninho da tarde que eles precisam fazer para baixar a adrenalina ? Pois é. Sempre explico que o quintal aqui de casa é especial. Falo das formigas, fadas, das flores e joaninhas. E assim a mágica está no ar. Comprei uma barraca em promoção no Canadian Tire (que é outra loja canadense que tem tudo) e volta e meia sento pra ler e coloco eles dentro da barraca pra tirar um cochilo. Já teve gente que pegou no sono e não queria sair de lá. 

⭐ Pintura coletiva na mesa da sala: 
Outra idéia simples e que dá certo. Compro cartolinas coloridas na Dollarama, deixo um pote com canetas, giz de cera e etc e a criatividade corre solta. Qual é a criança que resiste a uma folha vazia ? Coloco os dois sentados na mesa da sala e lá eles ficam até enjoar.  

Concurso de “ O melhor monstro de Play doh”:
É uma brincadeira divertida mas que precisa de uma certa “supervisão”. Não sei se no Brasil também se chama Play doh, mas estou falando daquelas massinhas de modelar. Também compro na Dollarama. Minha filha tem três anos, mas as vezes ainda come uns pedacinhos. E também já tivemos algumas competições que acabaram com os ânimos agitados. É sempre bom ter mais duas crianças competindo e prêmios para os segundos e terceiros lugares. Tudo pra ninguém ficar chateado.

 

Vamos acordar o dragão ?
Vocês lembram da história de monstro do lago Ness ? Aquela criatura mítica da Escócia ? Pois é. Aqui temos o dragão da baía de Chaleur : ) Sempre que posso caminho com a turma até a beira do rio que desemboca na baía para jogar pedrinhas na água. A meta é acordar o dragão adormecido desde o inverno. Tem gente que já viu até movimento estranho entre as marolas. Seguimos tentando acordar o bicho. 

Espero que essas idéias possam ajudar principalmente as  famílias que vão inaugurar o primeiro verão na América do Norte. Usem e abusem da Dollarama. Deixem seus filhos riscarem todas as calçadas, andarem descalços,  acordarem os dragões e se lambuzarem com os picolés de fruta.
O verão canadense é rápido e rasteiro – tem que ser aproveitado até a última gota.

 

Confira também os textos das outras participantes do projeto:

Gaby (Toronto, ON) | Gaby no Canadá 
Adriane (Ottawa, ON) | Like a New Home
Carol (Vancouver, BC) | Fala Maluca
Carol (Mississauga, ON) | Minha Neve e Cia
Livi (Toronto, ON) | Baianos no Pólo Norte
Mari (Calgary, AB) | De Bem Com a Vida
Vanessa (Calgary, AB) | Partiu Canada BR
Beatriz (Vancouver, BC) | Biba Cria
Alessandra Cayley (Toronto, ON) | Alicia e Outros Papos
Alessandra Schneider (Bathurst, NB) | Canadiando
Renata (Burnaby, BC) | Mala Inquieta
Amanda (Winnipeg, MB) | Viva Manitoba
Dani (Toronto, ON) VidalNorte


5 thoughts on “Mães no Canadá: Brincadeiras para divertir os pequenos no verão canadense 🍁

  1. Que delícia de texto, Alê! Me identifiquei com o fato de mandar as crianças brincarem lá fora. Ontem, eu precisei, entre aspas, brigar com a Alicia para que ela fosse brincar no quintal. Ela ainda não sabe que o verão dura tão pouco, mas nós sabemos! Também amei a história das pedrinhas de Bathurst. Acho que vou “importar” a onda pra Toronto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »