O que você deve levar em consideração ao escolher a província de New Brunswick ?

Estilo de vida 

Se você gosta de levar uma vida mais tranquila, perto da natureza e até do mar –  New Brunswick é uma excelente opção. Mesmo se optar por cidades menores, ainda assim terá uma qualidade de vida incomparável. O ritmo é mais descontraído e você não vai precisar se preocupar com o trânsito, por exemplo.

É um lugar ótimo para famílias com crianças pequenas. Elas poderão brincar pela rua, andar de bicicleta e curtir tudo de melhor que a vida numa cidade de interior pode oferecer. Mesmo durante os longos invernos os pequenos se divertem,  é só usar a roupa certa e não abusar do tempo de exposição ao frio.

No inverno é comum ver os pais deixando os filhos na escola ainda de pijamas e ninguém está nem aí. Em Bathurst, por exemplo, as pessoas conservam uma rotina que ainda não conseguimos acompanhar. A maioria acorda por volta das 5:30 – 6 da manhã, janta às 17h e às 20h pula para a cama. 

Já para quem tem um ritmo mais agitado e gosta de badalação, somente os centros  maiores como Fredericton, Saint John e Moncton oferecem mais atrativos. Se você busca opções de entretenimento, fuja das cidades pequenas. 

Segurança

Posso falar somente de Bathurst, a cidade onde moro. Comparando com as estatísticas divulgadas, é difícil perceber no dia a dia o que está nos gráficos. Acho a minha cidade extremamente segura e nunca tive problema com roubos, assaltos etc. Inclusive já viajei e deixei a porta principal destrancada por 24 dias sem nada acontecer.

No entanto, com toda segurança aparente, Bathurst ocupa o 42 lugar entre as 50 cidades mais perigosas do Canadá (foram avaliadas 229 no total –  Ranking McLean’s 2018). A pesquisa considera que aqui há um número relativamente elevado de roubos, assaltos, violência sexual e tráfico de drogas.  

Em nossa casa temos alarme e evito dar bobeira com pequenas coisas:  deixar o carro aberto, bicicletas no jardim externo que não tem grades etc. Mas acho que isso é muito mais a preocupação enraizada de quem veio de um país onde você não pode dirigir com o vidro do carro aberto, entre outras coisas.  

Eu realmente não sinto essa violência no meu dia a dia. A maioria das pessoas sai para trabalhar e deixa a porta da garagem de casa aberta com tudo à disposição.  Muitas mães  estacionam o carrinho de bebê ao lado da porta de entrada, e lá ele fica até o dia seguinte. É comum ver pessoas deixarem seus pertences na mesa e irem tranquilamente ao banheiro dos restaurantes, bares etc.

Nenhum lugar é 100%   – mas aqui é muito seguro

Em 2016, ocorreram 611 homicídios no país, sendo somente 11 em New Brunswick. No mesmo ano a província registrou 4,964 assaltos, 7 tentativas de assassinato, 226 roubos, entre outros registros. Para os imigrantes brasileiros que estão acostumados com uma média de 59.080 homicídios ao ano (2016, IBGE), não acredito que as estatísticas daqui sejam um problema.

Perto do Brasil isso aqui é o paraíso. É claro que a população canadense é infinitamente menor. Mas o sentimento de segurança e tranquilidade aqui é visível. 

     Fonte: Globalnews

 

Custo de vida

A renda média das famílias de New Brunswick é de $59,347, o valor mais baixo do Canadá, sendo que a média nacional é $70,336 segundo dados do censo de 2015. Aqui você pode ter uma vida confortável gastando menos dinheiro que em outras províncias. No entanto, aqui as famílias possuem um patrimônio líquido de $158,400, bem menor que a média nacional, que é $295,100.

Vale ressaltar que esse valor ainda caiu 14,2 % desde 2012, quanto o patrimônio aqui era de  $184,000. Mas qual o motivo ? Desemprego. A oferta de trabalho caiu na província nos últimos anos e muitos famílias tiveram que mexer no patrimônio para pagar as contas, apontam as análises veiculadas pela mídia.

 

 

 

 

 

 

 

 

Nas prática, de fato, em NB as coisas são mais baratas que outras províncias, como Ontário, por exemplo.
Mas pode não parecer tão em conta para imigrantes que vierem direto do Brasil.

Clicando aqui você pode ter idéia do custo de vida em Moncton.
Clicando aqui você pode ter idéia do custo de vida em Fredericton.
Clicando aqui você pode ter idéia do custo de vida em Campbellton.
Clicando aqui você pode ter idéia do custo de vida em Saint John.

Mercado de trabalho

Antes de falar sobre o mercado, vale ressaltar que New Brunswick sofre com a questão da falta de oferta de emprego. Além disso, população daqui é a única do país em êxodo contínuo, segundo o Censo canadense. Isso porque os jovens se formam, não conseguem emprego e acabam indo embora. 

Como em todo Canadá, dentro da província ocorre uma grande movimentação entre as cidades. Quando há emprego no município ao lado, a pessoa simplesmente vende a casa, transfere as crianças de escola e vai embora. Essa mobilidade é mais frequente aqui do que no Brasil, até porque se mudar neste país é imensamente mais fácil.

Os últimos dados divulgados pelo governo provincial sobre o mercado de trabalho mostram que:

*Fonte GNB, dados de Dezembro de 2017

  • Foram veiculados 2.261 novos anúncios online no mês de dezembro de 2017 em New Brunswick.  Esse número é inferior ao mesmo mês do ano passado (2.388).
    • 76% de todos os empregos anunciados eram turno integral, 21% de meio período e 3% contratados e outros.
    • 55% de todos as ofertas anunciadas eram em Fredericton e Moncton


A área de vendas e serviços é o segmento com maior número de oportunidades de trabalho em NB, seguido pela área financeira, de negócios e administração.  

 

A cidade de Moncton é o lugar com mais vagas de emprego.
Este é o motivo, pelo qual, a cidade vai em contramão ao êxodo que ocorre em NB.  Enquanto Moncton cresce, o resto da província diminui, segundo as estatísticas.

Fonte: GNC

 

 

 

 

 

                             

Em dezembro de 2017, conforme a tabela abaixo, as cinco empresas que mais anunciaram vagas na província foram: 

Horizon Health (Conglomerado da área da Saúde que opera parte dos hospitais da província, entre outros) 
▶ Loblaw (Rede de supermercados, farmácias e outros)
 Scotiabank (Banco) 
Petsmart   (Comércio de produtos para animais)
JD Irving (Empresa de recursos naturais) 

 

 

 

 

 

 

 

Veja abaixo  quais são os sites com mais anúncios de empregos na província: 
▶ Career Beacon
▶ Monster
▶ Jobbank
Jobillico
▶ Jobserve

🎯 Confira aqui a lista completa dos top 100 empregadores canadenses de 2018.   

🎯 Clique e veja as vagas disponíveis entre os top 100 empregadores

🎯 Informações gerais sobre trabalho em New Brunswick

Idioma 

Segundo a constituição canadense, New Brunswick é a única província oficialmente bilíngue do país. No entanto, apenas 30% da população tem o francês como primeira língua. A região é povoada basicamente por descentes de franceses, ingleses, escoceses e irlandeses.

A maior parte dos empregos podem exigir que você seja fluente nos dois idiomas. Mas na prática não é bem assim que funciona. O francês está mais concentrado nas cidades próximas ao litoral, região conhecida como costa Acadiana, bem como nas cidades de fronteira com Quebec.

O mundo ideal é saber um idioma muito bem e dominar o mínimo do outro para que você possa manter uma conversação básica e se virar nas coisas do dia a dia. O governo canadense oferece cursos gratuitos de inglês e francês para residentes permanentes.  

Na região de Moncton, por exemplo, você poderá se confundir no início com a mistura entre o inglês e o francês, o Chiac. Confira:

Educação

O sistema de educação de New Brunswick é público e coordenado pelo governo provincial, representado pelo Ministro da Educação e pelos Conselhos de Desenvolvimento da Educação Infantil e Distrito (DECs), que são eleitos para o nível local a cada quatro anos. A província é dividida em sete distritos escolares, quatro anglófonos e três francófonos.

Creches: A criança que completas 5 anos até o dia 28 de novembro já pode ser aceito no maternal. Antes disso existem as creches (daycares/garderies) que são particulares. Inclusive fiz um texto sobre isso. Veja aqui

O governo provincial anunciou no início do ano um programa a ser implementado que oferece creches gratuitas a os cidadãos de baixa renda, entre outros requisitos. Mas acredito que isso só será aberto para cidadãos e residentes permanentes. 

 New Brunswick é líder no uso da tecnologia na educação e 100% de suas escolas públicas têm internet na sala de aula. A província tem a maior taxa de graduação do ensino médio no Canadá (mais de 86%), mas por outro lado, aqui se verifica o percentual mais baixo de pessoas entre 25 e 34 anos com um diploma universitário do país (dados do governo canadense de 2016).

Universidades

  • University of New Brunswick : É a mais antiga universidade de língua inglesa do Canadá e a maior da província.
  • Mount Allison University: Localizada em Sackville, oferece programas de graduação em artes, ciências, comércio, artes plásticas e música.
  • Université de Moncton: É a maior instituição francófona do Canadá, fora da província de Quebec. Tem Campus na cidade de Edmundston e Shippagan.
  • St. Thomas University:  É uma pequena instituição de Fredericton  – cujo programa central de artes liberais é complementado por programas profissionais em educação e trabalho social.

Colleges

Clima

New Brunswick tem as quatro estações muito bem definidas. O inverno é longo, gelado (bem ameno em relação a outras províncias) e com bastante neve, de 300 a 400 cm por ano. O pior do inverno vai de dezembro até março e as temperaturas variam entre -35 e 10 graus centígrados. Para quem curte neve, aqui é o lugar : ) 

A primavera vai de abril até junho e é uma experiência interessante. Tudo brota numa velocidade incrível. As cores explodem e os canadenses abusam dos enfeites e arranjos.

Tudo tem que estar pronto para chegar a estação mais esperada do ano: o verão. Com temperaturas que variam entre os 8 e 28 centígrados, é a época de curtir as águas salgadas mais quentes do país. De julho a setembro a província vivencia um “ritmo de férias”, principalmente entre julho e agosto. É como se fosse o nosso “janeiro e fevereiro” no Brasil.

Já o outono chega na metade de setembro e vai até o final de outubro, aproximadamente. É a época das colheitas e para muitos, como eu, é a estação mais linda do ano. Nada supera os tons das folhas multicoloridas que se espalham pelo chão. A temperatura é amena de dia e mais fria à noite. 

Localização

New Brunswick é vizinha dos Estados Unidos. Para quem mora nessa região, faz parte da rotina cruzar a fronteira para fazer compras ou descer para passear em Vermont ou Boston. Também temos muito da influência francesa de Quebec. E o quebecoise tem uma personalidade diferente do francês daqui. O idioma também é completamente distinto. 

As grandes cidades, como Moncton e Fredericton, possuem aeroportos com voos diretos para Montreal e Toronto. Já no meu caso, em Bathurst, temos um aeroporto com somente três voos diários para Montreal.  A maior cidade mais próxima (duas horas e meia de carro) é Moncton. Quando viajo ao Brasil prefiro ir até Moncton e pegar o voo direto para Toronto do que voar daqui até Montreal e depois ainda  pegar o trecho Montreal – Toronto. Além de ser bem mais caro, leva muito mais tempo. 

Aqui a maior parte das cidades são pequenas, estão espalhadas e distantes entre sí. Para alguns isso pode passar uma idéia de isolamento. Mas na prática não é assim. Todas as regiões são bem atendidas pelos serviços públicos e mesmo nas situações de crise vejo que os órgão públicos estão bem preparados. O canadense está sempre pronto para o pior cenário. Pode vir o fim do mundo que eles darão um jeito de resolver o problema. 

As pessoas

Os “maritimers”, como são chamados os habitantes das três províncias da marítimas da costa leste ( NB, Nova Sotia e Prince Edward Island -PEI), tem uma excelente reputação pelo país. São reconhecidos pela sua simpatia, calor humano e hospitalidade.

Não se surpreenda se você logo for convidado para jantar, tomar uma cerveja ou levar um amistoso tapinha nas costas. Existe até um ditado do atual primeiro-ministro da província de New Brunswick, Brian Gallant, que diz: “Walk down any road in NB and count the number of strangers that nod or smile at you”. (Caminhe por qualquer estrada em NB e conte o número de estranhos que irão acenar ou sorrir para você “)

Nas cidades costeiras, principalmente na região de pequenos vilarejos de maior influência francesa, as pessoas são ainda mais tranquilas e desligadas. Tudo no ritmo “Vive la vie “, com muitas pausas para cafés e pouca preocupação em cumprir metas. Sim, isso também existe por aqui. Embora as pessoas tenham regras e sejam super prestativas,  eles adoram bater papo e muitas vezes não estão atentos em responder o seu email que era para ontem. Tudo é feito no ritmo deles.  Para quem está acostumado com tudo para ontem, aqui é preciso exercitar a paciência. 

Alimentação

Você terá basicamente de tudo um pouco. Para quem gosta de frutos do mar, aqui é o lugar. Na região costeira é grande a oferta de lagostas, camarões, caranguejos gigantes e vieiras. A maior parte dos pratos utilizam batata. Eles adoram: seja frita, amassada, purê, cozida etc.

Como em todo Canadá, as frutas ficam mais caras no inverno, mas os principais supermercados oferecem uma farta variedade durante todas épocas no ano. No verão muitas fazendas da região oferecem um serviço personalizado de entrega de vegetais e legumes fresquinhos. Os pratos típicos da região são uma delícia, sendo que o meu preferido é o clássico – e francês – Coquille St Jacques.

Religião

Os últimos dados do governo canadense sobre os segmentos religiosos por províncias são de 17 anos atrás. É possível ter uma noção superficial, visto que não houve nada que impactasse uma grande mudança neste período, além da entrada de mais muçulmanos na província. Na época a população era de 719,710 habitantes. 

Católicos são a maioria, seguidos pelos protestantes e cristãos  

Saúde

De acordo com a lei canadense, todas as províncias e territórios devem fornecer cuidados de saúde universais e financiados publicamente a todos os cidadãos e residentes legais do Canadá.
Ele funciona muito bem, mas não pense que você será atendido imediatamente. Assim como o serviço prestado pelo SUS no Brasil, se você necessitar ir até o pronto atendimento terá que passar por uma triagem e esperar pela sua vez.

Já vivenciei os dois lados da moeda no atendimento de urgência. Em determinada ocasião tive que esperar 5 horas, em outras não passou de 10 minutos. Tudo depende de como estiver a lista de espera e da gravidade do caso. Consultas com médicos de família geralmente levam algumas semanas. Com especialistas podem levar meses. Os últimos dados de 2017 apontam que NB tem a espera mais longa por atendimento especializado de todo o Canadá:  41.7 semanas, seguida pela Nova Scotia e Prince Edward Island ( veja o gráfico abaixo) 

Boa parte dos problemas você resolver com o seu médico de família, que irá lhe encaminhar para o especialista se julgar preciso. O único problema é que a província tem falta de médicos especialistas. Isso é fato. E essa espera pode demorar até seis meses.

Se você morar numa cidade menor, como a minha que tem 15,000, por exemplo, e necessitar de um neuro cirurgião ou um cirurgião cardíaco você será transferido para um grande centro como Moncton, Fredericton ou Saint John. No entanto, o hospital regional realiza cirurgias de médio e grande porte, com serviço de UTI, diálise e oncologia clínica.

Nem tudo é de graça –  Certos procedimentos que não são considerados necessários (como cirurgia plástica eletiva e alguns cuidados dentários) são privados, mas a lista de serviços pagos varia de província a província.  O Medicare (sistema de saúde provincial) paga pela maioria dos serviços médicos necessários. Além do Medicare, você pode pagar um seguro de saúde particular para cobrir essas despesas.

Fraser Institute

Política

O governo do Canadá trabalha em um sistema federal, com controle sobre certos assuntos pertencentes ao governo nacional em Ottawa e outros sob o controle dos governos provinciais.

O governo federal: O governador geral e o primeiro-ministro estão no comando do governo federal. O Governador-Geral, cargo ocupado hoje por uma mulher, Julie Payette,  representa a Rainha (Rainha Elizabeth II), enquanto o primeiro-ministro, Justin Trudeau, supervisiona os assuntos do poder executivo. 

A província de Nova Brunswick tem seu próprio parlamento democraticamente eleito (conhecido como Assembléia Legislativa de Nova Brunswick), que se encontra na capital provincial de Fredericton. São 55 eleitos que representam seus distritos pelo período de até cinco anos.

O atual primeiro-ministro da província é o representante do Partido Liberal, Brian Gallant. Ele assumiu o cargo em outubro de 2014. 

O Canadá começou por aqui

New Brunswick é a maior província marítima da costa leste.  O mais interessante é que foi uma das primeiras regiões da América do Norte a ser explorada e colonizada, inicialmente pelos franceses a partir de 1600.

Este pedaço de terra foi cenário de inúmeros conflitos por disputa de terras entre os próprios franceses e britânicos. Em 1785, Saint John foi estabelecida como a primeira cidade do Canadá.  O nome New Brunswick foi homenagem ao rei George III, que também ocupou o título de duque de Brunswick, uma cidade do centro – norte da Alemanha.

32 thoughts on “O que você deve levar em consideração ao escolher a província de New Brunswick ?

  1. Estou gostando muito do seu blog. Tenho muita vontade de imigrar…a cada coisa que vc escreve sobre NB me apaixono ainda mais… Minha família iniciou agora o plano de imigração… Moramos em uma cidade do interior aqui no Brasil. Seus posts nos incentivam muito. Obg

  2. Alessandra , parabéns!!!!
    Você soube compliar tudo em um unico post. Eu particularmente estou muito em dúvida entre Charlottetown e Mocton , pretendo visitar as duas nas minhas ferias antes de decidir de vez se foco meu plano canada em Ontario ou costa leste , pois confesso que tenho um pé atrás em morar numa cidade apenas com 1 shopping e sem metrô rsrsrs .
    Mas resumindo , adorei o blog e virei Fã.
    Abs
    PH ferreira .

  3. Saberia nos dizer se ainda da tempo para imigrar através do processo da província de New Brunswick ?e me dizer também se para aplicar para um processo províncial nesse caso de New Brunswick tem que ter um perfil no EE primeiro?nao estamos achando muita informação na internet.obrigada

  4. Muito bom o artigo! Gostei. Eu estou estudando inglês e francês. O inglês acho que ja consigo o CLB 9, no francês comecei agora e vai demorar um pouco. Meu objetivo é conseguir um NCLC 7 no francês e conseguir os 30 pontos extras no EE pra compensar a idade (35 anos). Gostei de saber que o scotiabank é bom empregador ai pois sou da area bancaria aqui no Brasil. E adoraria morar numa cidade tranquila pra criar minha filha de 5 anos… obrigado.

  5. Excelente! Realmente muito completo! Já tive um blog, e sei o quanto dá trabalho escrever algo. Dispomos de muito tempo e pesquisas pra conseguir. Tudo pra propiciar informações ao próximo. Parabéns pelo conteúdo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *